Saae BM estuda passagem de dutos às margens do Canal do Sesc

Saae BM estuda passagem de dutos às margens do Canal do Sesc


Publicado em: 26/11/2013 10:21 | Autor: Saae Barra Mansa

 

25/11/2013

 O diretor executivo do Saae BM (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), Horário Delgado, esteve na manhã desta segunda-feira, dia 25, na Rua Tenente José Eduardo, no bairro Ano Bom. Ele informou que as equipes técnicas da autarquia e da empresa contratada para realizar a obra de construção da ETE Ano Bom (Estação de Tratamento de Esgoto) estão avaliando a possibilidade de passagem de dutos na margem esquerda do Canal do Sesc. Segundo Horácio, essa alternativa evitaria intervenção profunda no solo da via.

“Estamos construindo a rede coletora e interceptora de esgoto no bairro Ano Bom. Na Rua Tenente José Eduardo, próximo ao restaurante Fogão Gaúcho, tivemos que rebaixar o ponto de instalação dos coletores e interceptores para não intervir na galeria de águas pluviais. Por isso, estamos revisando o projeto e estudando a possibilidade de instalar os dutos de esgoto na margem esquerda do Canal do Sesc, passando por baixo da ponte e ligando-os a rede da avenida Presidente Kennedy. Dessa forma, evitamos problemas na instalação subterrânea dos coletores e interceptores”, explicou Horácio.

De acordo com ele, o estudo também definirá o melhor local para a instalação de uma elevatória da rede de esgoto. “A previsão é que até a segunda quinzena de dezembro, o documento esteja finalizado e, com base nele, vamos tomas as decisões para continuidade da obra no local”, afirmou o diretor executivo do Saae, ressaltando que outra frente de operários mantém os trabalhos na Avenida Presidente Kennedy. Com relação aos buracos abertos na Rua Tenente José Eduardo para instalação da rede, Horácio garantiu que eles serão fechados assim que a chuva der uma trégua.


Remoção de vegetação – Para viabilizar o levantamento topográfico do local, o Saae BM recebeu autorização da secretaria municipal de Meio Ambiente e do Inea (Instituto Estadual do Ambiente) para remover a vegetação acumulada no Canal do Sesc. Máquinas da autarquia trabalharam durante dois dias no local e removeram restos de galhos, folhas e lixo do local. “A remoção deste material permitiu que o fluxo de água do rio Paraíba melhorasse e, com isso, eliminamos também os focos de pernilongos”, observou o diretor do Saae BM. A previsão é que nesta semana, a cidade receba as máquinas do programa Rio Limpo para a dragagem do canal.


Fotos: Yuri Melo